Nuvens celestiais: ovos mexidos - Receitas - A Hora do Ovo

o site de notícias do mundo do ovo

Netto AlimentosVET IMPORTARTABAS

Receitas


publicidade
BOEHRINGER INGELHEIM
http://www.ahoradoovo.com.br/arquivos/img/2013/4/322_718_conteudo_g.jpg
Ovos mexidos e café da manhã: tudo a ver

Dona de um blog em que apresenta receitas variadas, a arquiteta Silvia Ribeiro, dia desses, escreveu sobre as delícias dos ovos mexidos e também as manhas de se fazer essa receita aparentemente simples. Em viagem, hospedada num hotel, ela se deparou com uma receita deliciosa de ovos mexidos no café da manhã do local e, embalada pelas lembranças da infância, viajou um pouco mais nas delícias da cozinha do interior, onde o ovo não podia faltar.

Aqui, um pouco das “filosofias” de Silvia sobre os ovos mexidos. 

“Qual o segredo de um bom ovo mexido? Fiz esta pergunta para alguns amigos, que entendem do assunto cozinhar e comer bem:

Semana passada, no café da manhã de um hotel provei um tão bom que parecia ter vindo dos deuses. Os meus aqui só fazem grudar na frigideira!

Lembro-me de quando morei por um tempo na casa de minha tia, logo que saí para estudar em outra cidade, ela deixava tudo à mão antes de dormir, para o café da manhã do dia seguinte. Sabedoria pura!

Além de nos ensinar a ter um pouco de disciplina, o melhor era que rendia uns bons minutos a mais na cama de manhã. Para quem levantava às 5 e meia, 5 minutos a mais significava uma eternidade, dava até para sonhar. À noite, enquanto a gente conversava, ela ia arrumando os ingredientes e acessórios na bancada da cozinha, na ordem que a gente ia precisar no dia seguinte para fazer o café, quase que de olhos fechados.

A toalha dobrada em primeiro plano, seguido das louças e talheres, o bule com água no fogão, era só ligar, o coador de jeito, a torradeira ao lado etc... a gente seguia a ordem e não tinha como errar.

Eu e meus primos tomávamos aquele café madrugador e seguíamos para o puxadão de escola (dos primos) e cursinho pré-vestibular (para mim). Enquanto eu arrumava a mesa minha tia fazia os ovos mexidos e eles pareciam nuvens celestiais. 

Num café da manhã de um hotel onde passamos a noite para fugir das chuvas na estrada, recentemente, boas surpresas num dia totalmente fora do previsto já é por si um ganho, e o melhor estava guardado para o dia seguinte.

Seis horas em ponto, combinamos de nos encontrar no salão, ainda estava escuro e a sala já estava lotada de madrugadores esfomeados.

O rechaud com os ovos mexidos não parava fechado, bom sinal.

Comi aquilo com tanto gosto e depois fui agradecer à simpática cozinheira, que me disse que não seguia receita, mas confidenciou que seus ovos ficam macios porque usa nata ao invés de leite. Chegando em casa, adivinha, fui tentar fazer aqueles ovos deliciosos; como não uso leite muito menos nata, evoquei todas as lembranças que dispunha no momento e coloquei mãos e coração à obra.

Não adiantou ter uma superfrigideira de chef, meu único bem na cozinha por enquanto, não adiantou ter ovos caipiras, manteiga orgânica. Grudou, ficou esfarelento, e pior, queimou e quase estragou a frigideira. Não sei onde estou errando, se na proporção, no tamanho da frigideira x quantidade de ovos, na temperatura do fogo, whatever, ainda não aprendi o pulo do gato.

No interior meu avô, o do cinema e da orquestra, também tinha granja, as galinhas ciscavam soltas pelo terreiro e dormiam nos puleiros. Mais caipiras impossível.

Às vezes apareciam raposas, às vezes gambás, às vezes cobras, e outras vezes os amigos do alheio para levar os ovos sem pedir. Meu avô valentemente saía em busca do invasor de dia ou de noite.

No muro do jardim da frente, todo florido e muito bem cuidado, meu primo Nando entalhou com uma pedra pontuda a frase "AQUI OVOS " e caprichou no entalhe de uma seta indicando ir além daqueles portões. Me lembro da bronca dessa arte, creio ter sido a primeira propaganda de que tive noticia, em meus cinco ou seis anos de vida. Acho que até hoje está visível. Ele quis ajudar a controlar o grande movimento que às vezes acontecia quando as galinhas produziam muito. Uma vez a minha avó me deixou colocar os ovos nos pratos para levar para os seus vizinhos, os ovos eram mornos de tão frescos, e eu os limpei com um paninho para irem embora nos trinques. Se quebrei algum não me recordo.

Como rendeu aquele café da manhã do hotel!

OVOS MEXIDOS, UMA RECEITA

Vi uma receita pra lá de simples de ovos mexidos, na web, bem à moda franciscana:

3 ovos

3 colheres de leite

sal e pimenta a gosto

1 1/2 colher (chá) de manteiga 

Quebre os ovos numa tigela.

Acrescente o leite e tempere a gosto com o sal e a pimenta.

Bata com um garfo até que fiquem espumosos.

Derreta a manteiga numa frigideira e despeje os ovos.

Mexa com uma colher de pau até que todo o ovo esteja cozido, mas ainda macio.

Se quiser, salpique o ovo com cebolinha verde ou salsinha picada.

(Do blog de Silvia Ribeiro: http://sylribeiro.blogspot.com.br/2011/01/nuvens-celestiais-ovos-mexidos.html)

POSTE AQUI O SEU COMENTÁRIO




Exibir comentários

    Não há comentários!
publicidade Hy-Line
publicidade Granja Tsuru